Miss Maracanaú Luana Lobo é eleita Miss Ceará e vai disputar o título nacional

661

A Miss Maracanaú Luana Lobo foi eleita Miss Ceará 2019 em prestigiado evento realizado há poucos instantes no teatro do Shopping RioMar Fortaleza. Esta é a terceira vez que o Município conquista o título máximo da beleza feminina cearense – a primeira vencedora foi Soraya de Paula, em 1992, e a segunda foi Melissa Gurgel, em 2014, que naquele ano venceu ainda o Miss Brasil e ficou entre as 15 mulheres mais belas do Mundo, no Miss Universo.

Em segundo lugar no Miss Ceará 2019 ficou a Miss Pacajus, Ângela Alves e, em terceiro, a Miss Cariri, Jacqueline Braga.  O título de Miss Simpatia foi destinado à representante de Tianguá, Deyse Martins. Já o posto de Miss Be Emotion foi dado para a Miss Redenção, Kamylla Nahyra. No total, 16 candidatas disputaram o título de Miss Ceará 2019, o último degrau antes do Miss Brasil. O concurso, realizado desde 1955, promove a beleza das misses, destacando o que carregam de mais encantador da cultura cearense. O Miss Ceará 2019 será transmitido, na íntegra, no dia 23 de fevereiro, pela NordesTV/Band, a partir das 22h, para todo o Ceará.

Luana Lobo agora vai disputar o Miss Brasil 2019, a 65ª edição do concurso que acontece 9 de março, no São Paulo Expo, na cidade de São Paulo. Luana é uma das favoritas, pois já tem respeitada e consolidada carreira nacional e internacional como modelo, fazendo campanhas para grandes marcas como O Boticário, Pizza Hut, Mikyajy, Nestlé, Bridgestone e Honda, por exemplo. “Quero agradecer o povo de Maracanaú, lugar onde eu fui criada, que me tornou exatamente como eu sou e trouxe os valores que tenho hoje. Espero ter orgulhado todos os maracanauenses e, em breve, trazer o Miss Brasil, que será mais um título para nosso Maracanaú”, disse Luana Lobo.

Foi Carnaval – Além da beleza das candidatas, o Miss Ceará 2019 levou ao Teatro do Shopping RioMar o tema do carnaval, transportando toda a energia da data para o palco do evento e exaltando os grandes bailes de máscaras, às marchinhas e Carmem Miranda e os seus balangandãs. A inspiração carnavalesca esteve presente no cenário, na coreografia e nas apresentações das candidatas. O cenário foi desenvolvido pelo produtor artístico do concurso Guilhermino Benevides. Os desfiles tiveram como trilha o repertório eclético da Banda Acaiaca. (Oswaldo Scaliotti / Bruna Morais)