São João de Maracanaú gera emprego, renda e lazer para cidade

22

Neste domingo, 10 de junho, o São João de Maracanaú atraiu famílias e grupos de amigos para visitar os espaços da Cidade Junina. O palco da Vila da Copa recebeu diversas atrações culturais, entre elas, Suianne Caroline, uma cantora mirim que encantou o público, além de balé clássico, peças do grupo teatral Roni Fãs, aula de zumba com Rafael Oliveira, show de humor e cantores sertanejos da banda Gladio.

Na Fazendinha, crianças se fascinaram com as belezas dos animais. O grupo Arrochados do Forró cantaram músicas do estilo pé de serra e as famílias aproveitavam para registrar o espaço rural dedicado a vida no campo. O Museu Luiz Gonzaga conquistou os visitantes que foram conhecer mais sobre a vida do “Rei do Baião”.

O Quadrilhódromo recebeu o 9º Concurso Estadual das Quadrilhas Juninas de Maracanaú com as seguintes equipes: Arriba Saia, da cidade de Várzea Alegre, Cumpade Justino, de Maracanaú, Filhos do Sol, de São Gonçalo do Amarante, Estrela do Sertão, de Apuiarés, Brilho do Sertão e Meu São João, ambos de Fortaleza.

O São João de Maracanaú também colabora com a geração de emprego e renda para os maracanauenses. Ambulantes e barraqueiros vendem comidas típicas e os artesãos comercializam seus produtos. Ao todo são 80 barracas internas, 30 vendedores de miudezas (ambulantes), 14 permissionários da Cidade Cenográfica, além de 100 barracas na área externa da Cidade Junina. Vanuza Ribeiro, moradora do bairro Piratininga, atua pela primeira vez como permissionária na Vila da Copa e conta a expectativa para esses dias do evento. “Eu e minha família estamos trabalhando vendendo tapiocas, o que auxilia na renda. A procura pela tapioca está grande. Fico feliz em participar do São João e espero vender bastante”. (Bruna Marques)