Secretaria da Saúde e Secretaria de Educação assinam termo para iniciar o Programa Saúde na Escola

219
Foto: Stênio Saraiva

A Secretaria da Saúde e a Secretaria de Educação assinaram, na tarde de ontem, 6 de fevereiro, no auditório da Fametro Maracanaú, o termo de compromisso para iniciar o desenvolvimento das ações do Programa Saúde na Escola – PSE. A iniciativa visa a promoção e atenção à saúde e de prevenção e agravos relacionados à saúde dos estudantes. Na ocasião o secretário Torcápio Vieira da Silva e José Marcelo Farias Lima assinaram o termo de responsabilidades entre os setores. O evento contou com a presença da Coordenadora da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde, responsável pela Saúde do Adolescente do Estado do Ceará, Profissionais de Atenção Primaria, Coordenadores Pedagógicos e Representantes da Secretaria de Educação e Saúde.

O secretário de Educação falou sobre a iniciativa. “A saúde e educação juntos desenvolvendo esse trabalho é muito importante para todos. Agradeço demais a parceria com a secretaria da saúde. Investir em educação é investir em saúde e outros setores. Devemos intensificar, juntos, essas ações, pois é obrigação nossa mudarmos as práticas sociais. Uma sociedade saudável vai ter uma condição de vida melhor e ser feliz”, afirma Marcelo Farias.

Foto: Stênio Saraiva

O secretário da Saúde ressaltou a felicidade da parceria e a prevenção. “Essa ação é importantíssima. A Prevenção é o melhor caminho da saúde. Na escola é necessário ter a prevenção à saúde junto com os professores e coordenadores, falando de assuntos do dia a dia das crianças, tudo isso poder discutido em momentos lúdicos. É um momento que a gente fica felicíssimos com essa junção das secretarias, pois são fundamentais”, falou Torcápio Vieira.

O momento contou ainda com uma palestra ministrada por Isabel Maria Nobre com o seguinte tema: Programa Saúde na Escola – PSE: uma rede de corresponsabilidade da saúde e educação.

Saiba mais – O PSE é uma política intersetorial da Saúde e da Educação, voltadas às crianças, adolescentes, jovens e adultos da educação pública brasileira que se unem para promover saúde e educação integral, além de estratégias de integração para o desenvolvimento da cidadania e da qualificação das políticas públicas. (Bruna Morais)