CAPS Infantil realiza ações nas escolas sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

You are currently viewing CAPS Infantil realiza ações nas escolas sobre abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes

No dia nacional de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, o Centro de Atenção Psicossocial – CAPS Infantil, realizou um momento nas escolas Genciano Guerreiro de Brito e Professor Paulo Freire com contação de história lúdica e de conscientização sobre o combate ao abuso e a exploração sexual. Na ocasião, crianças entre 8 e 10 anos foram alertadas, através de uma contação de histórias, sobre como devem agir em casos suspeitos ou que violem os seus direitos.

“É um momento muito importante para essas crianças entenderem sobre esse assunto, que é dever tanto do Governo como da Sociedade Civil no combate à exploração e abuso sexual das crianças. Só lembrando que os abusadores geralmente são pessoas próximas e de dentro da própria casa. Se você perceber que uma criança está sendo violada, você pode fazer uma denúncia anônima através do Disque 100” destacou Elaine Lima – Assistente Social do CAPS.

O CAPS Infantil é um serviço especializado de saúde mental e faz um trabalho voltado para crianças e adolescentes do município de Maracanaú que têm transtorno mental moderado à grave, entre elas estão autistas, pessoas com TDAH, TOD, esquizofrenia e retardo mental grave. Essas crianças e adolescentes são atendidas por uma equipe multiprofissional formada por médico, psiquiatra, enfermeiro, assistente social, psicólogo, terapeuta ocupacional, fonoaudiólogo e psicopedagogo. O CAPS Infantil é um serviço aberto que trabalha o protagonismo infantojuvenil com estímulos, convivência e integração da família, sempre de forma humanizada.

18 de maio também é dia nacional da luta antimanicomial. O movimento antimanicomial caracteriza-se pela luta por direitos das pessoas com sofrimento mental. No centro desse movimento está o combate ao estigma e à exclusão de pessoas em sofrimento psíquico grave, em nome de pretensos tratamentos.