Wagner Sousa

Wagner Sousa Gomes nasceu em 21 de janeiro de 1979, em São Paulo (SP). Desde muito pequeno veio para Fortaleza, onde estudou, tornou-se policial militar e formou sua família. É casado com Dayany Bittencourt. O casal tem dois filhos, Felipe e Raiany. Na capital cearense, estudou no Colégio 4 de Outubro, no bairro João XXIII, na periferia da cidade. O ensino médio
foi realizado na Escola Técnica Federal, onde se formou técnico em Eletrotécnica. Capitão Wagner morou com a família no bairro João XXIII em Fortaleza.

Resultado de um estudante dedicado, Capitão Wagner foi aprovado em 2º lugar no concurso de Oficiais da Polícia Militar do Ceará, ingressou na Academia de Polícia Militar General Edgard Facó, em 1999, onde se tornou Bacharel em Segurança Pública, diploma conferido durante a Formação como Oficial Polícia Militar. Estudioso e dedicado, em 2009, também destacou-se com o primeiro lugar no concurso da Polícia Rodoviária Federal (PRF). É especialista em Legislação de Trânsito e Legislação Militar. Também é professor de preparação para concursos.

Em 2010, concorreu pela primeira vez a um cargo eletivo e surpreendeu obtendo 28.818 votos, superando políticos experientes. Em 2012, disputou uma cadeira na Câmara Municipal de Fortaleza, e foi o vereador mais votado da história do parlamento cearense, alcançando a marca de 43.655 mil votos na capital. Durante dois anos de mandato, se destacou como um grande fiscalizador das ações do governo municipal e defensor do bom uso do dinheiro público. Durante seu mandato também teve a oportunidade de conhecer a luta de outras categorias e propôs melhorias para Fortaleza.

Então, decidiu se candidatar a deputado estadual, na Assembleia Legislativa do Ceará, em 2014, novamente foi o parlamentar mais votado, acolhido por 194.239 cearenses, sendo 102 mil votos somente em Fortaleza. Em 2016, disputou a prefeitura de Fortaleza e levou a eleição para o segundo turno. Não foi eleito, mas recebeu o voto de confiança de 588.451 pessoas.
Em 2018, foi o deputado federal mais votado do estado do Ceará com 303.593 votos. Em 2020, disputou a Prefeitura de Fortaleza e levou a eleição para o segundo turno. Não foi eleito, mas recebeu o voto de confiança de 625 mil fortalezenses.

Líder da oposição no Ceará, Capitão Wagner, em 2022, disputou o Governo do Ceará, obtendo 1 milhão e 650 mil votos. Destaca-se que Capitão Wagner ganhou a eleição em Fortaleza, Marco, Morrinhos, São Gonçalo e Eusébio.

Atualmente, Capitão Wagner é o presidente do União Brasil no Ceará, coordenando uma bancada de 4 deputados federais e 4 estaduais.

DESTAQUE NACIONAL

Capitão Wagner é destaque na Câmara Federal e bancada cearense pela sua atuação e articulação. É o relator da Medida Provisória (MP 885), responsável pelo Brasil bater recorde na apreensão e leilão dos bens dos traficantes. Em 2021, foram mais de meio bilhão de bens apreendidos. Destinou mais de R$ 100 milhões para a Saúde do Ceará durante a Pandemia. Devolveu a visão a três mil cearenses. Devolveu à terra de 595 famílias cearenses. Garantiu o Registro Geral da Pesca aos pescadores de todo Brasil.

Como deputado federal apresentou 577 propostas legislativas. Por meio de sua articulação, o estado do Ceará conta hoje com uma aeronave para patrulhamento do crime organizado. Entregou 20 viaturas para as guardas municipais de diversas cidades cearenses, além de duas viaturas blindadas para à Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A Secretaria Municipal de Saúde tem como finalidade a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes às ações e serviços de saúde, executados isolada ou conjuntamente, em caráter permanente ou eventual, por pessoas naturais ou jurídicas de direito Público ou privado, nos termo da Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990 (Lei Orgânica da Saúde).

Endereço: Centro Administrativo 6 de Março
Av. Durval Tomaz de Souza, 150 – Jereissati I
CEP: 61900-370

Telefones: 3521-6523 / 3521-6524

E-mail: sesa@maracanau.ce.gov.br

Horário de Atendimento: Segunda a quinta-feira das 08h às 12h e de 13h às 16h
Sexta-feira das 08h às 14h

Telefones Úteis

Endemias: 3521.6505

SOS Maracanaú: 3382-2686

Ouvidoria da Saúde: 3521-6527 / 136

Central de Abastecimento Farmacêutico – CAF: 3392-8503

Serviço de Atenção Domiciliar:  3383-6554

Vigilância Sanitária: 3521.6529/6504

Transporte Social: 3521.6526/ (85) 98189.6039

Postos de Saúde

Equipamentos da Saúde

O Centro de Controle de Zoonoses de Maracanaú é o órgão responsável pelo controle de agravos e doenças transmitidas por animais. O horário de funcionamento é de segunda a quinta-feira, das 8 às 12 horas e das 13 às 16 horas, e sexta-feira, das 8 às 14 horas.

Endereço: Professor José Henrique da Silva, Nº 5801, no bairro Olho D’água
Telefone: 3383-6480

Maracanaú possui um Centro de Especialidades Odontológicas, o CEO Municipal, para atender os maracanauenses que necessitam dos diversos serviços ofertados na área de odontologia.

O CEO é uma unidade de referência para as Equipes de Saúde Bucal (ESB) e ofertam, de acordo com a necessidade, procedimentos clínicos odontológicos complementares aos que são realizados na Atenção Primária.

O CEO Municipal funciona de segunda a sexta-feira, de 8h às 20h, e está localizado na Rua João Conrado, S/N, Pajuçara. Mais informações pelos telefones (85) 3383-6473/9 8106-1321.

  • Serviços ofertados pelo CEO Municipal;
  • Urgência e Emergência Odontológicas;
  • Cirurgia;
  • Endodontia;
  • Periodontia;
  • Odontopediatria;
  • Estomatologia;
  • Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais;
  • Radiologia;
  • Saúde do Servidor;
O Centro Integrado de Reabilitação de Maracanaú – Cirm é um equipamento público que tem o objetivo de reabilitar usuários através de serviços humanizados, promovendo melhoria das condições de vida e saúde, desenvolvendo ainda inclusão ao esporte e integração social. A unidade possui uma completa infraestrutura e conta com uma equipe formada por 45 profissionais que ajudam no tratamento de pessoas com deficiências auditiva, visual, física, intelectual e múltipla, bem como pacientes com sequelas causadas por traumas físicos, doenças neurológicas e outras deficiências. O equipamento, destinado à população, oferece diversos atendimentos nas áreas de Fisioterapia (respiratória, neurológica e neuropediatria), estimulação precoce, psicomotricidade, terapia de grupo, psicologia (grupo e individual), terapia ocupacional, programa prótese e órteses, serviço social, facilitador esportivo, odontologia especializada, otorrinolaringologista, ortopedista, fonoaudiologia (geral, neuropediatria), grupo socioeducativo /surdos e grupo socioeducativo/intelectual. O Centro funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 19 horas, na Avenida X, nº 159, bairro Jereissati I. O atendimento é feito através de consultas agendadas pelas Unidades Básicas de Saúde da Família – Ubasfs Telefones: 3383-6470 / 6471

CAPS Geral
Rua Capitão Waldemar de Lima, s/n, Boa Vista, Antigo Posto de saúde JPA I
Fone: 98105-9806

CAPS Álcool e Drogas
Rua Sinfrônio Peixoto, S/N – Boa Esperança/Pajuçara
Fone: 3383-6468

CAPS Infantil
Rua Francisco Firmino nº 120 – Centro
Fone: 3383-6552

Atendimento 24H
Endereço: Rua João Alencar, S/N
Telefone: (85) 3521.5549

A UPA 24 horas de Maracanaú é um investimento histórico para a área da saúde do Município, que visa garantir a melhoria e ampliação do atendimento médico em Maracanaú. A unidade tem responsabilidade tripartite: Prefeitura de Maracanaú, Governo do Ceará e Governo Federal.

Com capacidade para atender 500 pessoas por dia, a UPA 24 horas tem uma infraestrutura completa com plantão de 9 médicos (5 durante o dia e 4 à noite), além de uma Ouvidoria para receber todas as sugestões e reclamações da população. Possui quatro leitos para atendimento de pacientes graves (eixo vermelho), e 20 leitos para pacientes internados que aguardam transferência via Central de Regulação, sendo 16 adultos e quatro pediátrico (eixo amarelo).

Endereço: Rua João Henrique da Silva, s/n, Pajuçara.
Telefone para contato: (85) 2180-9160

Licenciamento Sanitário

A Licença Sanitária é o documento que formaliza o controle sanitário do estabelecimento, visando garantir boas condições de funcionamento no tocante à saúde da população. O licenciamento é etapa que conduz o interessado à formalização da licença para o exercício de determinada atividade econômica, no âmbito da vigilância sanitária.

Seguem abaixo as relações de documentos necessários para emissão do licenciamento sanitário

  1. Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ;
  2. Cadastro Municipal de Pessoa Jurídica – CMPJ;
  3. Requerimento de Empresário ou Contrato Social com todos os aditivos;
    Caso seja Associações/Cooperativas, apresentar o estatuto de criação, com
    todas as atas das assembleias; Caso seja Microempreendedor Individual,
    apresentar Certificado da Condição de Microempreendedor Individual
    atualizado;
  4. Certidão Negativa de Tributos Municipais da Pessoa Jurídica;
  5. Certidão Negativa de Tributos Municipais da Pessoa Física (sócios);
  6. Certificado de Conformidade do Corpo de Bombeiros ou Protocolo;
  7. Taxa de Fiscalização Sanitária Paga.

OBSERVAÇÕES:

  1. Documentos acima relacionados devem ser apresentados em cópias simples acompanhadas do original ou autenticadas.
  2. Os documentos acima listados são necessários tão somente para PROTOCOLAR o requerimento de Licença Sanitária Inicial, entretanto, durante o andamento do processo e de acordo com a complexidade da atividade desenvolvida, poderão ser solicitados outros documentos e procedimentos para liberação da Licença sanitária, a critério da fiscalização sanitária.
  1. Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ;
  2. Cadastro Municipal de Pessoa Jurídica – CMPJ;
  3. Requerimento de Empresário ou Contrato Social com todos os aditivos;
    Caso seja Associações/Cooperativas, apresentar o estatuto de criação, com todas as atas das assembleias; Caso seja Microempreendedor Individual, apresentar Certificado da Condição de Microempreendedor Individual atualizado;
  4. Licença Sanitária expirada;
  5. Alvará de Funcionamento;
  6. Certidão Negativa de Tributos Municipais da Pessoa Jurídica;
  7. Certidão Negativa de Tributos Municipais da Pessoa Física (sócios);
  8. Certificado de Conformidade do Corpo de Bombeiros ou Protocolo;
  9. Taxa de Fiscalização Sanitária Paga.

OBSERVAÇÕES:

Os Documentos acima relacionados devem ser apresentados em cópias acompanhadas do original ou autenticadas.

Os documentos acima listados são necessários tão somente para PROTOCOLAR o requerimento de Licença Sanitária Renovação, entretanto, durante o andamento do processo e de acordo com a complexidade da atividade desenvolvida, poderão ser solicitados outros documentos e procedimentos para liberação da Licença sanitária, a critério da fiscalização sanitária.

Notícias da SESA