Maracanaú realiza o I Seminário de Enfrentamento à Sífilis

You are currently viewing Maracanaú realiza o I Seminário de Enfrentamento à Sífilis

A secretaria de Saúde realizou na tarde de hoje, 28, às 13h30min, o Seminário de Enfrentamento à Sífilis, no auditório do órgão. A iniciativa, em parceria com a consultoria do Ministério da Saúde, visa discutir o plano de enfrentamento à Sífilis no Município. O evento foi conduzido pelo professor Dr. José Maria Ximenes, representante do Ministério da Saúde. O Ministério da Saúde iniciou no final do ano passado um programa de resposta rápida à epidemia de sífilis chamado Projeto Sífilis Não. No estado do Ceará, Maracanaú é um dos municípios prioritários para o enfrentamento à Sífilis.

De acordo com o Secretário de Saúde, Torcápio Vieira, é necessário trabalhar a prevenção. “É importante o envolvimento de todos os profissionais da rede de atenção à saúde na prevenção no que concerne a Sífilis, visto que a prevenção é essencial no controle e tratamento da doença”, afirma o Secretário. Participaram do momento, profissionais das Unidades de Saúde, Secretaria de Assistência Social – Sasc, Secretaria de Educação, Hospital Municipal, Área Indígena e Unidade de Pronto Atendimento – UPA.

Saiba mais – A sífilis é um importante agravo em saúde pública, pois além de ser infectocontagiosa e de poder acometer o organismo de maneira severa quando não tratada, aumenta significativamente o risco de se contrair a infecção pelo vírus da imunodeficiência humana, uma vez que a entrada do vírus e facilidade pela presença das lesões sifilíticas. A presença do T. pallidum no organismo também acelera a evolução da infecção pelo HIV para a síndrome da imunodeficiência adquirida. Além disso, a sífilis congênita é responsável por altas taxas de morbidade e mortalidade, podendo chegar a 40% a taxa de abortamento, óbito fetal e morte neonatal. (Bruna Morais)