Núcleo de Tecnologia Educacional de Maracanaú realiza formação sobre o uso consciente da internet

You are currently viewing Núcleo de Tecnologia Educacional de Maracanaú realiza formação sobre o uso consciente da internet

A Secretaria de Educação, por meio do Núcleo de Tecnologia Educacional de Maracanaú – NUTEM, realizou na última segunda-feira, 15, a formação com o tema “Educação para Cidadania Digital: Uso consciente da internet”, com professores do Laboratório de Informática Educativa de Maracanaú – LIEM, com o objetivo de oferecer aos educadores conhecimentos para ensinar princípios básicos de segurança na internet, orientar crianças para o uso seguro na rede, liberdade de expressão, entre outros. Além disso, foi discutido sobre o uso excessivo do celular, detox digital e a nomofobia, que é o medo irracional de estar sem celular ou aparelhos eletrônicos em geral.

A coordenadora do NUTEM, Tácia Ximenes, contou sobre o que é a ação cidadania digital. “O objetivo é trazer conhecimentos dos temas atuais relacionados ao mundo virtual para sala de aula que devem orientar nossa comunidade escolar ao uso ético, crítico e criativo da internet”.

Diante de alguns relatos dos professores, o NUTEM produziu, neste ano, uma pesquisa no Município com a participação de professores de LIEM, o estudo comprovou que 100% dos entrevistados acreditam que os alunos precisam ser orientados para o uso adequado e positivo da internet, sendo que 60% gostariam de obter informações sobre: notícias falsas (fake news), cyberbullying, privacidade na rede e outros. A pesquisa também aponta que professores já tiveram conhecimento de casos de vazamento de informações, invasão de privacidade, práticas de discurso de ódio nas redes sociais dentre outras ações que podem causar ou causaram prejuízos individuais e sociais.

A professora Tereza Dourado é bem dinâmica em sala de aula, ela aborda temas como notícias falsas e lendas que surgem na rede para crianças de 1º ao 5º ano. “Eu sempre peço para as crianças trazerem exemplos de casa para discutirmos em sala de aula”, contou Tereza.

A formação ocorrerá durante todo o ano, promovendo a inclusão digital e alertando os jovens sobre os riscos na internet. (Renata Talissa)