Prefeito participa de reunião sobre requalificação da Fazenda Raposa

You are currently viewing Prefeito participa de reunião sobre requalificação da Fazenda Raposa

O Prefeito Roberto Pessoa esteve reunido com equipe de secretários municipais, na manhã de hoje, 28/12, no Palácio Antônio Gonçalves, para debater sobre a requalificação da Fazenda Raposa. Na ocasião, foi discutido a criação de um projeto piloto para toda a área da Fazenda Raposa, como também, a criação de um Conselho Gestor, em até 180 dias, que ficará responsável por elaborar um plano de manejo da Fazenda no prazo de cinco anos.

A reunião contou com a presença do secretário de Assistência Social e Cidadania, Chico Barbeiro, do secretário do Trabalho, Júnior Gadelha, da secretária-executiva, Glauciane Oliveira, do representante da Secretaria de Educação, Anízio Farias e do subprocurador geral da Procuradoria Geral do Município, Daniel Teófilo.

Saiba mais – Em outubro desse ano, foi assinado o termo de cooperação técnica para implantar oficialmente a a Área de Relevante Interesse Ecológico – ARIE da Fazenda Raposa. O termo foi assinado entre a Prefeitura e a Secretaria do Meio Ambiente do Ceará – Sema. A assinatura do termo de cooperação técnica para implantar a ARIE da Fazenda Raposa é conquista histórica. A Prefeitura, UFC e Sema pretendem a requalificação ambiental da Fazenda Raposa, implantando o Centro de Tradições Nordestinas, Museu do Ceará e da Carnaúba, Jardim Botânico do Estado, projetos de educação ambiental e um polo de desenvolvimento científico e tecnológico.

Sobre a Fazenda Raposa – A Fazenda Raposa, localizada no bairro Jaçanaú, em Maracanaú, possui 136 hectares e mantém a mais importante coleção de palmeiras do mundo, sobretudo carnaúbas. A Fazenda Raposa é da Universidade Federal do Ceará, e recebeu, em 2018, novo status de Unidade de Conservação Ambiental pela Secretaria do Meio Ambiente do Estado – Sema. Agora será Área de Relevante Interesse Ecológico (ARIE). São mais de 50 anos de história entre a Fazenda Raposa e a UFC: a área foi doada à Universidade em 1969, quando ainda era propriedade da Companhia Ceras Johnson (S. C. Johnson & Son), empresa de produção de ceras.