Prefeitura segue com formação sobre Prevenção e Posvenção do Suicídio para profissionais do Município

Prefeitura segue com formação sobre Prevenção e Posvenção do Suicídio para profissionais do Município

A Secretaria da Saúde, por meio do Núcleo de Apoio à Saúde da Família – NASF, Centro de Atenção Psicossocial – CAPS Infantil e Geral, em parceria com a Secretaria de Educação e Secretaria de Assistência Social e Cidadania, promoveram, neste mês de outubro, o 3º módulo da formação sobre Prevenção e Posvenção do Suicídio, no auditório da Unifametro – Campus Maracanaú. A iniciativa é promovida pela Comissão Municipal de Prevenção ao Suicídio, composta por 22 membros, sendo profissionais das Secretarias de Saúde, Educação, Assistência Social e Guarda Municipal.

O evento teve como palestrante a psicóloga clínica e membro do Comitê de Educação e Ciência, Fabiana Vasconcelos, do Instituto DimiCuida, que palestrou sobre brincadeiras perigosas como jogo de asfixia, brincadeira do desmaio, jogo do enforcamento e o impacto da vida digital: os riscos e prevenções.

A psicóloga enfatiza como surgiu a iniciativa para o aprofundamento desse tema. “Nós iniciamos nossas atividades em 2014, somente com pesquisa, para tentar compreender o que eram as brincadeiras perigosas associadas ao uso inseguro da internet e como estavam impactando a saúde de crianças e adolescentes no Brasil. A partir de 2015, nós começamos um trabalho de prevenção que vai desde da educação de profissionais da saúde, educação, com os próprios pais, jovens e crianças”.

O Subinspetor Freitas, da Guarda Municipal, contou o que aprendeu com a formação. “Tivemos a palestra sobre os desafios perigosos que vitimam jovens, que infelizmente pode chegar a um final triste. É um curso que está beneficiando não só a mim, mas também ao meu ambiente de trabalho, no sentido de alertar os pais, os amigos e a importância de ficar vigilante com nossos filhos. Quero parabenizar a Prefeitura de Maracanaú por valorizar esse tipo de ação e dizer para as pessoas que cuidar e prevenir é o mais importante”, finaliza. (Bruna Marques/Renata Talissa)